pesquisa de satisfação

A importância da pesquisa de satisfação dos funcionários

O diálogo é algo importantíssimo em um relacionamento. Sem comunicação não há como entender o que o outro pensa ou sente, ocasionando a perda do envolvimento emocional. Esse mesmo princípio aplica-se nas organizações. Por isso, muitas utilizam a pesquisa de satisfação de funcionários para melhorar o ambiente interno.

Mas, como essa prática otimiza a comunicação? Que resultados apresenta para o negócio? Neste artigo, abordaremos esses questionamentos. Confira!

Saiba a importância da pesquisa de satisfação

Como se sente quando alguém pergunta a sua opinião sobre um assunto? Normalmente, nós ficamos felizes e nos sentimos importantes. Essa é a mensagem que a empresa passa para os colaboradores quando faz uma pesquisa de satisfação.

O resultado é a “fertilização” do sentimento de pertencimento, ou seja, o time percebe que é uma parte importante da estrutura global da empresa. Com isso, o engajamento com a marca cresce, elevando o desempenho da equipe. No entanto, o contrário também é verdadeiro.

A ausência de questionamentos sobre o contentamento interno contribui para o distanciamento entre os colaboradores e o negócio. A consequência disso é um ambiente desagradável, que não é compatível com a personalidade dos profissionais.

Essa conclusão foi publicada em um dos artigos do site da MIT Sloan School of Management. Nesse conteúdo, Thomas Kochan (professor renomado da instituição) apontou também a queda da inovaçãocomo um dos prejuízos da falta de pesquisas de satisfação.

Conheça 3 dicas que podem ajudar na implementação desse processo

É importante lembrar de que o questionário de satisfação é mais do que uma simples sequência de perguntas e respostas. Pelo contrário, é uma estratégia que precisa ser bem-direcionada. Vejamos algumas sugestões para ter sucesso nesse processo.

1. Entenda as necessidades do time

As perguntas precisam ser compatíveis com a realidade dos colaboradores para que revelem os seus anseios mais profundos. Porém, não há como montar um questionário desse nível sem antes descobrir alguns detalhes sobre a equipe.

Um modo de fazer isso é por meio de ações que promovam um fluxo constante de interações. Um exemplo é o feedback reverso, que convida os colaboradores a falarem o que pensam sobre os gestores e os processos da empresa. Dessa forma, é possível fazer um questionário compatível com as necessidades do time.

2. Elabore um questionário eficiente

Para que o questionário seja uma ferramenta eficiente, seria interessante a abordagem de vários aspectos da empresa. Pode-se incluir perguntas sobre o que a equipe pensa sobre a cultura do negócio, as estratégias adotadas e o local de trabalho.

Além disso, é interessante utilizar uma metodologia para embasar as informações. Por exemplo, para descobrir o nível de engajamento do time, o Employee Net Promoter Score (eNPS) é o mais indicado.

3. Utilize a tecnologia

As ferramentas virtuais são uma maneira de coletar e processar as opiniões dos colaboradores. Algumas empresas desenvolveram aplicativos que pedem a opinião do time, por exemplo, após um programa de treinamento ou a finalização de um projeto.

Outras preferem enviar questionários periódicos por e-mail perguntando como se sentem na sua função ou na sua relação com a empresa. Há ainda aquelas que colocam telas interativas em locais estratégicos para estimular a participação voluntária dos colaboradores.

Transforme os resultados em ações efetivas

De nada adianta implantar tecnologias para coletar informações sem que haja um uso estratégico delas. Segundo um estudo intitulado “Worker Voice in America: A Current Assessment and Exploration of Options”, os colaboradores ficam frustrados quando a empresa sinaliza que deseja a sua opinião sobre um assunto, mas não põe em prática as sugestões.

Para evitar isso, os resultados das pesquisas precisam transformar-se em informações reais que ajudem em decisões estratégicas. A partir daí os gestores começam a idealizar maneiras de implantar métodos e processos que efetivem as necessidades do time. Dessa forma, o contentamento interno será a marca registrada da empresa.

O que achou do nosso artigo? Percebeu o valor da pesquisa de satisfação de funcionários para os resultados da empresa?

Quer se aprofundar um pouco mais no tema, acesse nosso e-book sobre experiência do colaborador.

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *