Como lidar com o absenteísmo no trabalho?

​Algumas vezes, um funcionário de uma empresa pode começar a apresentar queda abrupta de produtividade ou mesmo demonstrar falta de interesse pela sua função e comprometimento com ela.

Mesmo que, em alguns casos, essa insatisfação seja realmente fruto das condições de trabalho, é possível observar que muitas vezes existem fatores externos que contribuem para o surgimento dessa intercorrência.

Pensando nisso, separamos a seguir algumas das principais causas externas que, somadas a um contexto desfavorável, acabam resultando em baixa produtividade e absenteísmo de alguns funcionários, assim como as possibilidades de interferência da empresa nesse processo. Confira!

Área de atuação incompatível

Por mais que o funcionário apresente competência para a realização de determinada função, nem sempre o trabalho o tornará realizado. Assim, com o passar do tempo, sua insatisfação pode crescer e, consequentemente, isso pode resultar em absenteísmo e baixa produtividade.

Embora essa não seja uma falha direta na relação do empregado com a empresa, é necessário que haja uma supervisão adequada para evitar que esse tipo de situação aconteça. O bom rendimento do funcionário depende diretamente de sua satisfação em realizar o trabalho.

Assim, cabe à empresa avaliar o nível de satisfação do empregado com a sua função e, se necessário, realocá-lo para outro posto de trabalho mais adequado. Esse tipo de conduta pode realizar-se a partir do auxílio de um psicólogo, de modo a identificar a melhor função para o indivíduo.

Problemas pessoais

Frequentemente, a queda de produtividade e o aumento nas faltas de um funcionário dizem respeito a algum tipo de situação negativa enfrentada em seus relacionamentos fora do trabalho.

Embora a vida pessoal do empregado não deva interferir em seus resultados, muitas vezes alguns acontecimentos o levam a um limite de estresse, o que pode comprometer o seu nível de engajamento no trabalho.

Em caso de demasiado absenteísmo e queda no rendimento, uma medida viável para a empresa seria oferecer apoio psicológico àquele funcionário. Atualmente existem plataformas on-line de atendimento psicológico, de modo que, mesmo em casos de escassez de tempo, é possível oferecer amparo.

Assim, mesmo que não seja adequado interferir diretamente nos problemas pessoais de um funcionário, é dever da empresa buscar soluções para ampará-lo, de modo que o seu rendimento retorne à condição prévia.

Desgaste físico

O desgaste físico de um funcionário pode ser um dos principais fatores que o induzem a uma perda progressiva de produtividade e engajamento dentro da empresa.

Mesmo que a função desempenhada no trabalho não demande grande esforço físico, a falta de sono, a alimentação inadequada ou mesmo o sedentarismo podem prejudicar bastante o desempenho do empregado. A partir disso, ele apresentará cada vez mais baixa produtividade, passando a faltar ao trabalho em função dessa fadiga física.

Entretanto, a empresa pode interferir oferecendo aos seus funcionários o auxílio de um psicólogo com o objetivo de organizar a rotina deles. Essa orientação pode estar relacionada não só ao ambiente de trabalho como também à divisão de todas as tarefas ao longo do dia do funcionário, de modo a evitar o acúmulo de atividades.

Dessa forma, é possível que haja uma conciliação entre o trabalho e o descanso, assim como a alocação de tempo para que o empregado cuide da própria saúde.

Gostou do post? Comente abaixo suas experiências com o assunto!

"Como lidar com o absenteísmo no trabalho?", 5 out of 5 based on 1 ratings.
5
Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.

3 thoughts on “Como lidar com o absenteísmo no trabalho?

  1. Um psicólogo pode dar sua contribuição para reduzir o absenteísmo, mas só o trabalho dele, dependendo da causa, não basta. Então é preciso juntar outros profissionais para a composição de um quadro mais completo. Por exemplo: a chefia, o engenheiro de segurança, o médico do trabalho, colegas,….

Deixe uma resposta