Webcam, equipamento indispensável para atendimento on-line por psicólogos

Atendimento On-line de psicólogos

O Conselho Federal de Psicologia (CFP), pela resolução nº 011/2012, estabelece normas técnicas para o atendimento on-line feito por psicólogos. A resolução pode ser conferida na íntegra aqui.

Considerando o Código de Ética dos psicólogos esta resolução regulamenta os serviços psicológicos realizados por meios tecnológicos de comunicação a distância.

Os serviços reconhecidos pelo CFP por meio de comunicação a distância devem ser pontuais, informativos e focados no tema proposto, por isso as Orientações Psicológicas não podem ultrapassar 20 encontros virtuais, sejam eles síncronos (por vídeo) ou assíncronos (por exemplo, e-mail).

Existem regras quanto ao site onde o serviço é oferecido. Entre outras, estão: Identificar o nome e número do registro no CRP do psicólogo que prestará o serviço; informar o número máximo de sessões (20) que esta resolução permite e manter links na página inicial para o Código de Ética Profissional dos psicólogos; a resolução 011/2012; o site do Conselho Regional de Psicologia e o site do Conselho Federal de Psicologia.

A equipe Psicologia Viva montou um site que atende todas as exigências do CFP, onde os psicólogos podem se cadastrar e alugar consultórios virtuais para fazer os atendimentos. Cada consultório virtual é um site a parte, com endereço próprio, exclusivo do psicólogo que o utiliza e que também atendem as normas da resolução 011/2012.

O atendimento por meios tecnológicos de comunicação a distância possibilita manter o vínculo entre psicólogos e pacientes que por motivos maiores precisarem interromper os encontros regulares no consultório, seja por dificuldades temporárias de locomoção ou viagem a negócios ou férias.

Em várias situações o atendimento on-line pode ser útil, como em entrevistas iniciais, por exemplo.

Tanto o Código de Ética quanto a resolução que regulamenta este tipo de atendimento exigem que o psicólogo fale sobre o sigilo das informações, sejam dados pessoais ou relatos do paciente em sessão. No caso dos atendimentos a distância é preciso também informar os recursos tecnológicos utilizados para isso, como firewall e anti-vírus.

O atendimento a distância não é uma nova profissão que surge com o avanço da tecnologia mas sim uma nova modalidade de atuação que acompanha a realidade atual mas, regulamentado por normas que visam garantir uma boa prestação de serviço.

https://www.psicologiaviva.com.br/psicologos/

Links:

Conselho Federal de Psicologia (CFP): http://site.cfp.org.br/

Conselho Regional de Psicologia de São Paulo (CRP-SP): http://www.crpsp.org.br/portal/

Resolução 011/2012: http://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2012/07/Resoluxo_CFP_nx_011-12.pdf

"Atendimento On-line de psicólogos", 5 out of 5 based on 1 ratings.
Fernando Parede

Fernando Parede

Sou psicólogo clínico experiente em Psicologia Clínica desde 2008. Atendo em consultório particular e, voluntariamente, no grupo supervisionado do I PqHC-FMUSP (Inst. de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina da USP) nas modalidades de psicoterapia individual e familiar.
Experiência em Orientação Vocacional e Psicoterapia Breve com especializações ao longo da carreira.
Sou pós-graduado em Psicoterapia Breve Psicodinâmica pelo IPPESP (Inst. Paulista de Psicologia, Estudos Sociais e Pesquisa) e fiz minha formação como psicólogo escolar pela USJT (Univers. São Judas Tadeu), com ênfase em Orientação Vocacional pelo CEAP (Centro de Estudos Avançados de Psicologia).
Minha abordagem terapêutica é psicodinâmica, que me permite avaliar o paciente de forma completa levando em consideração seus aspectos conscientes e inconscientes, com foco atual, avaliando as áreas afetivas, de relacionamento, de produção e trabalho, da saúde em geral, orgânica, sociocultural, entre outras.
Fernando Parede

Últimos posts por Fernando Parede (exibir todos)

21 thoughts on “Atendimento On-line de psicólogos

    1. Boa tarde Débora. Com certeza alguém da Equipe Psicologia Viva entrará em contato com você.
      O CFP determina regras para a construção de sites que oferecem atenção online, porém a plataforma Psicologia Viva supre todas essas necessidades.
      Em vez de fazer um site basta você fazer o seu cadastro.

  1. Tenho a seguinte dúvida: Existe o limite de até 20 seções. Porém, você inicia com o cliente/paciente, chega neste limite de seções e o cliente/paciente deseja dar continuidade? Sou proibido de iniciar um novo contrato com o mesmo por mais 20 seções? Existe alguma interpretação acerca disto?

Deixe uma resposta