10 atitudes que favorecem a formação da resiliência

Já lhe perguntaram se você é uma pessoa resiliente? Provavelmente sim, pois é um termo muito utilizado atualmente, especialmente em ambientes organizacionais. No entanto, apesar dessa utilização constante, ainda existe certa dúvida com relação ao significado da palavra.

O que é ser resiliente?

Frase clássico do filme ‘Rocky’ sobre o que é ser resiliente

O termo resiliência foi emprestado da Física e se refere a propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica. Ser resiliente não se trata de ausência ou baixo sofrimento diante de situações adversas. Muito ao contrário,  a resiliência se manifesta exatamente após as emoções mais dolorosas da vida.

Assim, a o termo se refere à capacidade que as pessoas têm de se adaptar às dificuldades, traumas, ou tragédias que a vida lhes impõe. Embora algumas pessoas possam ser mais resistentes do que outras, ser resiliente não é uma característica imutável, dessas que você tem ou não, mas é uma habilidade que pode ser aprendida por qualquer pessoa.

As 10 atitudes que favorecem a formação da resiliência:

Construa uma rede de suporte social.

Aceite ajuda e apoio de quem se preocupa e ouve você. Mantenha relacionamentos positivos com familiares próximos, amigos ou outras pessoas do seu meio. Tente participar de grupos de afinidades, organizações religiosas ou outros grupos locais e procure ajudar pessoas que enfrentam dificuldade ou passam por necessidade.

Evite ver as crises como problemas insuperáveis.

Você não pode mudar o fato de que eventos altamente estressantes acontecem, mas você pode mudar a forma como interpreta e responde a esses eventos. Além disso, é  importante lembrar que também existem eventos altamente positivos na vida de todas as pessoas. Ou seja, dores e alegrias são emoções transitórias e se alternam.

Mantenha os problemas nos ambientes onde eles ocorreram, evitando contaminar com pessimismo ou irritação outras áreas da sua vida (por exemplo., se o problema aconteceu no trabalho, procure não levá-lo para casa), assim é possível lidar melhor com crises de cada ambiente.

Conhecer seus pontos fortes e visualizar maneiras de utilizá-los para superar os problemas fará você perceber alternativas possíveis com mais facilidade.

Da mesma forma, ao olhar para além do momento presente pode levar você a perceber como as circunstâncias futuras podem alterar a situação atual, reduzindo a tensão existente.

Aceite que a mudança faz parte da vida.

Certas metas podem se tornar inalcançáveis em função de situações imprevistas e adversas. Assim, é importante aceitar que existem fatos e situações que estão além da sua capacidade de ação e, portanto, não podem ser alteradas.

Admitido isso, concentre-se nas circunstâncias que você pode alterar. Estabeleça novas metas e faça novos planos.

Estabeleça objetivos realistas e mova-se em direção a eles.

Tenha objetivos realizáveis e elabore planos de ação, respondendo os 3Q1C: O quê? Quem? Quando? Como? Faça algo regularmente – mesmo que pareça uma pequena realização – que lhe permita avançar em direção a seus objetivos.

Ao invés de se preocupar com as tarefas mais difíceis (ou mesmo irrealizáveis no momento) dos seus projetos, pergunte a si mesmo: “O que eu sei fazer e posso iniciar hoje, que me ajudará a ir em direção ao meu objetivo?”.

Aja sempre. Tome decisões.

Diante de situações adversas, realize o máximo de ações que puder, visando minimizar os problemas. Tome atitudes decisivas, no lugar de evitar os problemas e as tensões, desejando que eles simplesmente desaparecem.

Procure oportunidades de autoconhecimento.

Muitas vezes as pessoas aprendem algo sobre si mesmas e ficam com a sensação de que cresceram em algum aspecto, como resultado de sua luta com a perda. É possível perceber isso em pessoas que experimentaram tragédias e dificuldades relataram melhores relacionamentos, maior sensação de força (mesmo quando se sentem vulneráveis), maior senso de autoestima, uma espiritualidade mais desenvolvida e maior apreciação pela vida.

Diante das adversidades, pergunte para si mesmo: O que essa experiência me ensinou ou melhorou em minha personalidade?

Tenha uma visão positiva de si mesmo e suas habilidades.

Desenvolva confiança na sua capacidade de resolver problemas e confie nos seus instintos, isso ajudará a desenvolver a resiliência. Conhecer seu potencial e qualidades ajuda nesse processo.

Pergunte a si mesmo: quais são seus pontos fortes? Se tiver dificuldade para responder essa pergunta, peça ajuda de amigos sinceros.

Mantenha as coisas em perspectiva e em contexto.

Mesmo quando estiver enfrentando eventos muito dolorosos, tente considerar a situação estressante em um contexto mais amplo e mantenha uma perspectiva de longo prazo.

Não torne o evento desproporcional ao tamanho que de fato ele tem. Em outras palavras, não aumente e nem estique demais os fatos.

Mantenha uma visão esperançosa da vida.

Uma postura otimista faz com que você acredite que coisas boas sempre acontecerão em sua vida -não se trata de negar a existência dos fatos negativos, mas sim de focar nos eventos que nos fazem bem.

Procure visualizar as coisas boas que você deseja para si e para as pessoas importantes de sua vida. Esse exercício de visualização é especialmente indicado para aqueles momentos em que as ideias pessimistas tentarem dominar seus pensamentos. Trata-se de uma estratégia de contraposição de pensamentos, ou seja, reduzir o pessimismo inundando a mente de otimismo.

Cuide-se.

Preste atenção às suas próprias necessidades e sentimentos. Participe de atividades que você gosta e te relaxam. Exercite-se regularmente.

Cuidar de si mesmo ajuda a manter a mente e o corpo preparados para lidar com situações que exigem resiliência.

Outros cuidados

Formas adicionais de fortalecimento podem ser úteis. Por exemplo, algumas pessoas escrevem sobre seus pensamentos e sentimentos mais profundos, relacionados ao trauma ou outros eventos estressantes em sua vida. Meditação e práticas espirituais ajudam algumas pessoas a construir conexões e restaurar a esperança.

A chave é identificar maneiras que que funcionem bem para você, como parte de sua própria estratégia pessoal para promover a resiliência.

Resiliente x Antifrágil: Um novo conceito moderno

Existe um novo conceito que surgiu a pouco tempo chamado antifragilidade. Esse termo, que foi cunhado por Nassim Nicholas, basicamente trata de algum item que quanto menos cuidado ele recebe ao ser manuseado, mais forte ele se torna. Ou seja, itens que se beneficiam do inesperado.

Se você quiser entender um pouco mais sobre esse novo conceito leia esse artigo.

Fontes:
American Psychological Association (APA): http://www.apa.org/helpcenter/road-resilience.aspx Positive Psychology Program: https://positivepsychologyprogram.com/resilience-activities-worksheets/

Adaptado por Luiz Eduardo Conti.

Luiz Eduardo Conti

Luiz Eduardo Conti

Pessoas mais saudáveis, felizes e com propósitos: esse é o foco do meu trabalho.

Sou Psicólogo, Coach e Professor universitário. Minha atuação profissional é referenciada na Terapia Cognitiva e na Psicologia Positiva: áreas da psicologia que demonstram que pensamentos equilibrados, sentido de vida, emoções positivas e relacionamentos saudáveis são os elementos que promovem a vida boa, significativa e engajada. No decorrer das sessões, além das orientações psicológicas, os pacientes recebem um kit de ferramentas e estratégias (cientificamente testadas), que efetivamente ajudam a promover o bem-estar nas três grandes dimensões da vida: |Amor|, |Trabalho| e |Prazer|.

Na página “Viver Muito Bem”, no Facebook e no blog www.vivermuitobem.com.br você poderá conhecer um pouco mais do meu trabalho e, especialmente, sobre a Tríade da Vida Plena. >>

Horário de atendimento flexível: se você desejar um horário de atendimento diferenciado (fora do horário comercial ou aos finais de semana) entre em contato comigo pelo email conti.psicologo@gmail.com
Luiz Eduardo Conti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *