cognitivo comportamental e toc

TOC e o tratamento em Psicoterapia Cognitivo Comportamental

Você se preocupa excessivamente com sujeira? Quando está de saída sente uma grande necessidade de verificar a casa toda, as janelas, as portas, o gás, repetitivamente? É atormentado por pensamentos indesejáveis? Sente necessidade de acumular objetos sem necessidades de uso? Preocupa-se exageradamente com ordem?

Tais ações são consideradas “manias”, mas dependendo da gravidade podem ser sinais de TOC.

O TOC

Esses sintomas que descrevemos acima vêm atormentando milhares de pessoas no mundo inteiro, e em muitas ocasiões são leves, graves, exagerados ou até mesmo incapacitantes.

Podem estar associados a medo, culpa, ansiedade, insegurança, passando assim a ocupar muito tempo das pessoas portadoras desse transtorno, interferindo suas rotinas pessoais, sociais e familiares, causando desconforto a si mesmo e aos demais.

O TOC é considerado um transtorno mental grave, podendo surgir de forma precoce. Se não tratado com a devida atenção pode tornar-se crônico.

Os Sintomas

Os sintomas tendem a acompanhar o indivíduo por toda sua vida, às vezes com grandes intensidades e outras com menor frequência.

Esses sintomas podem surgir na adolescência, em algumas vezes até na infância, com uma frequência menor, e ao longo da vida o TOC pode ir intensificando-se de acordo com os problemas cotidianos do indivíduo.

O TOC e a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) tem um papel importante no tratamento do TOC, pois é uma psicoterapia que trabalha focada no problema através de técnicas, exercícios e tarefas para serem realizadas no consultório e em casa.

É utilizado registros, escalas, instrumentos de automonitoramento e também tarefas junto com o terapeuta.

O paciente aprende a identificar suas obsessões, compulsões, evitações, neutralizações e pensamentos catastróficos, e assim junto ao terapeuta listar e realizar tarefas para que cada vez mais gradualmente os sintomas percam sua intensidade.

Pouco a pouco o indivíduo vai se condicionando a caminho de melhorar. Por isso a TCC tende a ser eficaz no tratamento do transtorno, tornando a vida do paciente mais leve e equilibrada.

Danielle Martins

Olá, meu nome é Danielle trabalho com atendimento clinico especializado em ansiedade, depressão, síndrome do pânico, auto aceitação, relacionamento, terapia de casais e familiar na abordagem cognitiva comportamental, que tem como base dois princípios: as nossas cognições têm influência controladora sobre nossas emoções e comportamento; o modo como agimos ou nos comportamos pode afetar profundamente nossos padrões de pensamento e nossas emoções. Essa abordagem tem como objetivo promover mudanças nas emoções e comportamentos que as acompanham, sendo assim, trabalhando na resolução de problema, através da reestruturação cognitiva. A terapia cognitivo comportamental é eficaz no tratamento em várias áreas de transtornos emocionais, como depressão, transtorno de ansiedade (fobias, pânico, hipocondria, transtornos obsessivos-compulsivo) dependência química, transtornos alimentares, dificuldades interpessoais (terapia de casal e de família), transtornos psiquiátricos, etc., para adultos, adolescentes e criança, nas modalidades individual e em grupo. Experiência clínica presencial com adolescentes e adultos, de diferentes dificuldades em diversos transtornos emocionais, no qual, a Terapia Cognitivo Comportamental foi totalmente eficaz, trouxe aos pacientes resoluções de problemas emocionais e familiares.
Danielle Martins

Últimos posts por Danielle Martins (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *