O que levar em consideração para escolher um coach?

Conquistar aquela promoção no trabalho ou vaga na empresa, aprimorar habilidades de empreendedorismo, mudar de carreira ou se reposicionar no mercado de trabalho. Essas são algumas das vantagens que um trabalho de coaching pode oferecer. Mas, para que isso seja bem trabalhado, é essencial saber como escolher um coach.

Para isso, deve-se levar em conta alguns critérios. Descobrir o tempo de experiência deste profissional no mercado e o tamanho de sua clientela são alguns dos fatores importantes, mas não para por aí.

Quer saber mais? Acompanhe este texto e conheça 4 aspectos para levar em consideração na hora de escolher um coach. Confira!

1. Verifique o tempo de experiência

Geralmente, aqueles profissionais que têm mais tempo de experiência no mercado conseguem oferecer um melhor serviço. Isso não é diferente para o coach.

Com um número considerável de atendimentos e a construção de uma clientela consistente, esse profissional pode ser o mais indicado para você. Sendo assim, verifique a quantidade de sessões realizadas pelo coach e há quanto tempo atua na área.

2. Escolha um coach que atenda o seu perfil

Exitem coaches especialistas em atender atletas olímpicos, administradores, advogados… Enfim, uma quase infinidade de perfis profissionais. E qual é o seu? Escolha um profissional que tem experiência em oferecer orientação para sua área de atuação.

Procure saber quais clientes já foram atendidos por ele e perceba se há compatibilidade com suas necessidades. Coaches que trabalham de maneira genérica provavelmente não vão compreender questões mais específicas do seu tipo de carreira.

3. Considere a qualificação do coach

Embora não seja uma profissão regulamentada, o coaching é uma atividade profissional reconhecida e que exige qualificação. Entidades tais como a Associação Brasileira de Consultores Empresariais — Abracem, Sociedade Brasileira de Coaching — SBCoaching e cursos em faculdades oferecem a formação adequada para o desempenho de atividades de coaching.

Sendo assim, procure saber se esse profissional concluiu cursos na área. Verifique certificados e demais informações que comprovem a qualificação obtida.

4. Procure por referências

Uma maneira bastante eficiente para escolher o coach correto é saber por quem passou pelas mãos dele. Ou seja, busque pessoas que foram atendidas pelo profissional em questão. Pergunte sobre a abordagem, a metodologia e, logicamente, sobre a obtenção dos resultados desejados.

É importante saber se o coach é ético e cordial no tratamento dado aos seus coachees, e também se ele se mantém atencioso para acompanhar o desempenho. Afinal, não adianta muito você ter a ajuda de um coach para passar orientações se ele pouco se preocupa como tem sido a sua dinâmica na aplicação do que tem aprendido.

Essas foram algumas maneiras de você saber como escolher um coach. Se você quiser maior comodidade em busca de uma orientação profissional, considere buscar um profissional que atenda online. Com ele, é possível evitar deslocamentos desnecessários e ter maiores opções de profissionais disponíveis para atender você.

Agora que você sabe sobre como escolher um coach, qual tipo de habilidade você gostaria de desenvolver com ele? Conte para a gente, deixando o seu comentário neste post!

Aproveite para ler também o nosso post sobre relacionamentos interpessoais!

"O que levar em consideração para escolher um coach?", 5 out of 5 based on 1 ratings.
0
Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.

Deixe uma resposta