Como superar o fim de um relacionamento? 5 dicas valiosas!

Mesmo sabendo que os relacionamentos podem chegar ao fim, nem sempre é fácil superá-los. Este sofrimento é considerado natural, mas também precisamos saber o momento de tomar algumas atitudes com o fim de alcançarmos sua superação.

Foi pensando nisso que preparei esse post com dicas exclusivas para você. Confira!

1 – Permitindo-se o sofrimento

Com certeza essa é a principal dica. Afinal, para que se dê a superação você precisa passar por todas as fases do luto. Haverá dias que você acordará super bem, e outros que você pode acordar chorando e lembrando da pessoa a qualquer momento. Você vai ter aquele dia de “fossa”, ouvindo uma música triste e comendo um pote de sorvete no sofá.

Por mais que as pessoas falem que você precisa sair, se distrair, conhecer pessoas novas, etc., isso pode não fazer muito sentido no começo.

Por isso, permita-se sofrer. Sim, é isso mesmo, chorar, sentir saudade e ouvir aquela música triste faz parte do processo. Começa a ser preocupante se isso acontecer por dias e dias seguidos e não for melhorando com o passar do tempo, por isso também esteja atenta(o) aos sinais.

2 – Não procure saber sobre a pessoa

Atualmente, com as redes sociais, cada vez mais estamos com aquela mania de “stalkear’’ e saber tudo sobre a vida da pessoa. Com certeza você vai ficar curioso(a) para saber se o seu ex-amor já está saindo ou namorando com outra pessoa.

Mas resista à tentação e não faça nada disso, quanto mais você lembrar e ‘’viver’’ (mesmo virtualmente) a vida da pessoa, mais ficará difícil prosseguir. Peça para que seus amigos também não comentem sobre a pessoa em questão, essa é a melhor forma de ir esquecendo de maneira gradual e superando o fim.

3 – Guarde presentes e fotos

Ainda seguindo essa dica de não lembrar da pessoa para tentar superar, temos a questão dos presentes e fotos. Com certeza diversas coisas vão te lembrar a pessoa amada, desde fotos até aquela almofada que ganhou, o lugar onde estiveram fazendo amor, a comida preferida, ou seja, dependendo da intensidade do seu relacionamento quase tudo vai te fazer lembrar a pessoa.

Em um primeiro momento guarde tudo que fortemente te remeta ao amado, deixe-o fora da sua vista, peça para que algum amigo faça isso para você, se for necessário, de modo que não tenha contato com as lembranças.

Quando você tiver superado a pessoa, volte a mexer em tudo isso, será o momento de decidir o que fica e o que vai ser jogado fora. Mas espere ter certeza que realmente superou.

4 – Se distraia

A distração é uma das melhores coisas para superar o fim de um relacionamento. Sabe aquele curso que você sempre quis fazer? Pode ser o melhor momento para começar a investir nele. Resgate aqueles amigos que você ficou mais afastado durante o relacionamento.

Aceite convites para sair e conhecer pessoas novas, isso não significa que você precisa iniciar outro relacionamento, mas que você é uma pessoa aberta a novas oportunidades, já que conhecer pessoas nos transmite novos conhecimentos, histórias e momentos.

Ocupar sua cabeça, o máximo que puder, é uma boa forma de ir superando o fim de um relacionamento. Tenha mais contato com os animais, eles podem ser “terapeutas” nessas horas

5 – Resgate o amor próprio

É natural após o fim de um relacionamento surgir aquele sentimento de que somos pessoas inferiores, achando que dependemos do outro, ou mesmo, você pode ter ficado tão acomodado(a) dentro da relação, que nunca mais parou pra olhar pra si, pra ressaltar os pontos positivos da sua personalidade e aparência.

A melhor forma de superar o fim de um relacionamento é sabendo o nosso valor. Volte a olhar e cuidar de você, se puder, faça uma mudança no visual, compre roupas novas e lembre sobre as qualidades incríveis que você possui.

E por fim, descubra ou redescubra seu propósito maior e vá em busca dele. Muitas vezes não é nada fácil, mas precisamos aprender a nos resgatar de um sofrimento, que muitas vezes não será o único, e abrir portas para o novo, que em muitos casos se torna até melhor.

O tempo também é um forte aliado para qualquer superação!

Quer saber mais? visite o blog www.maisvidaecarreira.com.br ou marque uma consulta.

Katia Vega Kestenberg

Tenho 25 anos de formação em Psicologia, na área clínica, Recursos Humanos e Coaching nas empresas e para profissionais em transição de carreira ou desenvolvimento.

Atendo na abordagem de Terapia Cognitivo Comportamental especialmente ADULTOS com TDAH, ansiedade, problemas de relacionamento afetivo, familiar e profissional, bem como problemas de auto estima e autoconfiança.

Você vai fazer uma entrevista e não sabe como se apresentar e sair bem nela? Tem um currículo desatualizado ou nunca fez um? Quer montar sua rede de contato ( networking ) e trabalhar bem na suas redes sociais como o Linkedin?

Eu posso te ajudar nisso. Entre em contato agora e descubra como!
Katia Vega Kestenberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *