Como (e por que) acabar com a fobia social?

Tão importante quanto os cuidados com o corpo, são os cuidados com a mente, mas nem sempre o lado psicológico recebe atenção. Porém, quando o psicológico está abalado criamos diversos obstáculos e limitações que impedem que desempenhemos nossas atividades rotineiras e abalam a qualidade de vida. A fobia social é um problema que interfere negativamente no cotidiano.

Que tal se aprofundar nesse tema e conhecer suas causas e também a solução? Continue lendo nosso artigo.

O que é fobia social

A fobia social, ou antropofobia, se trata de um distúrbio psicológico onde uma pessoa sente medo de estar entre outras pessoas. Esse medo se manifesta de maneira irracional, sem justificativa e de forma extrema.

Quem sofre com a fobia social sente uma grande insegurança e é acometido por crises de ansiedade sempre que precisa ter contato com pessoas, até mesmo da própria família. Sente medo de ser julgado, ridicularizado, humilhado, enfim, ser atacado pelos outros. Isso faz com que a pessoa se isole do mundo, mantendo-se o mais distante possível de qualquer contato interpessoal.

Quais são as causas da fobia social

Não existe apenas uma razão para a fobia social acontecer, mas é possível apontar algumas possíveis causas, como:

  •  Uma experiência negativa e intensa com pessoas no passado;
  •  A tendência de ficar ansiosa ou muito nervosa;
  •  Alguns problemas físicos, como a insuficiência renal, ou
  •  A mente pode aprender sozinha a sentir medo de pessoas.

Como a fobia social interfere em nossa vida

A fobia social gera na uma insegurança muito intensa, que faz com que aconteçam pensamentos negativos, incertezas e dúvidas que deixam a pessoa angustiada e ansiosa. Ela sente medo de ser considerada fraca ou “burra”, de ter sua aparência ou atitudes recriminadas, de ser alvo de piadas ou brincadeiras, acredita que as outras pessoas não vão aceitá-la de alguma maneira.

Ela prefere se fechar, e com isso, não desenvolve seu lado pessoal nem o profissional, porque tem medo de expor suas ideais, acredita que possa estar sempre errada, tem medo de não ser suficiente para agradar alguém, de que sempre os outros são melhores do que ela.

Com essas atitudes deixa de aproveitar oportunidades e perde grandes chances de crescimento. Por isso, a fobia social precisa ser controlada para não trazer prejuízos para quem sofre como o distúrbio.

Como lidar com a fobia social

O primeiro passo para lidar com a fobia social é aceitar que o problema existe; em seguida, reconhecer que ele pode trazer prejuízos e que é necessário buscar por uma solução. Porém, até mesmo para buscar pela solução é preciso acabar com os pensamentos negativos e o medo do julgamento, para conseguir procurar pelo conselho de um profissional sem medo de recriminações.

Um olhar de fora da situação pode ajudar quem sofre com fobia social a vencer seus medos e inseguranças, porém, as atitudes no dia a dia também devem mudar, como:

  • Acreditar em si mesmo e ressaltar suas qualidades;
  • Reforçar o pensamento positivo sobre seu potencial;
  • Pensar positivamente;
  • Exercitar os pontos fortes para sufocar os pontos fracos;
  • Fazer cursos que favoreçam a interação social (teatro, comunicação, oratória);
  • Evitar pessoas negativas;
  • Enfrentar os medos aos poucos;
  • Reconhecer que sua opinião é valida e importante;
  • Seguir exemplos inspiradores e positivos;
  • Fugir da rotina;
  • Aceitar elogios e utilizá-los como um reforço;
  • Praticar atividades físicas e relaxantes;
  • Evitar a auto cobrança excessiva.

Procurar caminhar um passo de cada vez é o começo para vencer a fobia social, sem cobrar demais de si sesmo, mas sem acomodar-se na situação. Se você sofre com o problema, não hesite em buscar pelo conselho de um profissional de psicologia, ele ajudará a reforçar a mudança.

Gostou do nosso post? Deixe sua opinião e conte pra gente se você já sentiu insegurança ao lidar com outras pessoas e como conseguiu vencer esse medo.

Leia também o nosso post sobre com 4 sinais de que você está entrando em depressão e o que fazer para evitar

Botão direcionando os leitores para o download de um ebook

"Como (e por que) acabar com a fobia social?", 5 out of 5 based on 1 ratings.
4.5
Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.

12 thoughts on “Como (e por que) acabar com a fobia social?

  1. Muito bom!!! Sofro com este problema e me sinto um nada, zero a esquerda porque não consigo frequentar a escola e outras situações sociais. Longe das pessoas.

    1. Olá, Israel Sinto o mesmo, que você mas sendo que isso atrapalha tudo, pq preciso estudar mas essa fobia veio na hora errada, tenho isso a 2 anos…. Qualquer coisa me chama no Zap, 021994957965

  2. O artigo é esclarecedor, gostei. Tenho fobia social. Me enquadro em quase todos os sintomas do transtorno. Apesar de fazer tramento psicoterápico e psiquiátrico com remédios há muitos anos, ainda tenho crises e no momento estou em uma delas. Gostaria que meu tratamento fosse mais eficaz.

    1. Prezada Sônia, que bom que o artigo lhe foi útil, nós do Psicologia Viva nos preocupamos em trazer conteúdos de extrema qualidade para nossos leitores. Quanto ao seu tratamento, sugerimos que converse com seu Terapeuta e Psiquiatra para buscarem novas formas de abordagem, pois podem ser mais eficazes no seu caso.

  3. minha vida tá ficando cada vez mais difícil. Tem dia que da vontade de me esconder em um buraco; de não precisar conviver com ninguém. Eu sei que afasto as pessoas de mim, e o que mais me dói é que todos devem me ver como esnobe ou arrogante, e não é isso, eu não sou assim. ás vezes eu queria ir embora pra bem longe e começar tudo do zero, pra ver se eu fazia as coisas direito. Queria ter uma vida social normal e agradável.

  4. isso é horrível, já fiz tratamentos por 6 meses pra mim não ajudou em nada, tenho 25 anos e parece que só piora as frustrações isolamento, solidão, medo, ainda mais agora q fui mandado embora, medo do futuro, medo de não conseguir exercer outras funções ou de me acostumar com novos ambientes, sem animo pra fazer coisas q eu adorava fazer como tocar instrumentos, isso é horrível só tenho vontade de morrer pq só queria ser feliz, pelo menos poder sair de casa pra me divertir e voltar pra casa feliz, não angustiado e vazio

    1. Prezado Will, realmente é uma situação difícil a qual se encontra, nós do Psicologia Viva desejamos sinceramente que tudo fique bem, entretanto não é coerente acreditar que o tratamento não é eficiente, ele está muito ligado ao tipo de profissional ao qual se orientou, é necessário ter afinidade com o mesmo, caso queira pesquisar os psicólogos da nossa base que são altamente capacitados sugiro que acesse o link: https://www.psicologiaviva.com.br

Deixe uma resposta