Qual a importância da gestão de expectativas de colaboradores?

Para que uma equipe execute um trabalho de forma eficiente, é necessário que todos estejam atuando em conjunto e caminhando na mesma direção. Mas como conquistar isso se cada pessoa tem suas próprias expectativas e visões? Este, talvez, seja um dos maiores desafios das empresas e dos líderes: fazer a gestão de expectativas de seus colaboradores.

Toda equipe é formada por profissionais com perfis diferentes e com objetivos individuais, os quais, se não alinhados aos objetivos coletivos, podem gerar problemas de relacionamento, disputas de ego, falhas na execução do trabalho, frustração nos colaboradores, além de aumento nos custos com demissões e contratações.

É por isso que o líder deve saber gerenciar essa situação, proporcionando, ao colaborador, uma forma de alcançar suas expectativas individuais, atuando com o máximo de suas potencialidades e com foco nos resultados coletivos.

Quer saber como isso pode ser feito? Continue sua leitura e entenda algumas práticas importantes para melhorar a gestão de expectativas dos colaboradores.

Dedicar tempo às pessoas

Um líder que pretende aproveitar o melhor do potencial de cada membro de sua equipe precisa estar disposto a entender as particularidades de cada um. Isso só é possível quando ele dedica tempo para ouvir e compreender o que o colaborador espera do trabalho, quais são suas dificuldades, seus sonhos e o que o motiva a realizar suas tarefas.

Oferecer feedbacks

feedback é uma importante ferramenta para a motivação do colaborador. Assim como gostam de ser ouvidos, os profissionais precisam receber, do gestor, um retorno sobre o desenvolvimento do seu trabalho.

O que a empresa espera desse colaborador? Como ele deve agir para corresponder a essa expectativa? Ele está no caminho certo? A resposta para essas perguntas auxilia no alinhamento das expectativas entre a empresa e o colaborador, além de gerar, no funcionário, uma ambição por melhorar seu desempenho.

Explorar os potenciais individuais

Cada membro da equipe tem suas particularidades, que envolvem diferentes personalidades, competências e habilidades. É responsabilidade do gestor determinar os papéis de cada um dentro da equipe e fazer bom uso dessas potencialidades.

Para isso, o líder pode contar com a orientação de um profissional que, por meio do processo de desenvolvimento humano, pode ajudar a desenvolver as competências dos colaboradores, alcançando resultados concretos e otimizando o tempo do gestor.

Priorizar o coletivo

Desenvolver competências e satisfazer as expectativas individuais para formar um grupo coeso e dedicado a atingir os objetivos coletivos: essa é a função do líder enquanto gestor de expectativas.

Para que equipes multidisciplinares atuem com sinergia, ou seja, tendo consciência de que o esforço coordenado é capaz de gerar melhores resultados, o gestor deve criar estratégias e exercer sua liderança com foco no coletivo.

Todas essas ações farão com que os colaboradores se sintam mais compreendidos e valorizados em seu trabalho. Um líder preocupado com sua equipe e acessível para ouvir, entender e dar feedbacks consegue fazer uma boa gestão de expectativas dos seus colaboradores.

O processo de desenvolvimento humano pode ajudar os gestores a entender a importância de estabelecer essa relação de reciprocidade com sua equipe, de forma a dar atenção a seus anseios e proporcionar oportunidades para que cada um se desenvolva e conquiste seus objetivos.

Este post ajudou no entendimento sobre gestão de expectativas? Quer continuar com seu aprendizado? Assista gratuitamente o nosso webinar sobre o desenvolvimento de competências profissionais clicando aqui.

Desenvolvimento de competências

Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *