inatividade insatisfação

A inatividade e sua consequência como causa de insatisfação

O que é inatividade

Podemos dizer que a pessoa inativa é aquela que consome seu tempo mantendo-se sem ação. Faltando movimento e dinamismo em suas atividades, bem como nos pensamentos, na ausência de criatividade e de ideias.

Dificilmente reflete sobre as coisas do mundo ou sobre si mesmo, pois lhe falta o exercício do pensar, ficando embotada, refém da inércia, como quem espera algo externo ocorrer; pois ainda não descobriu o valor de mudar suas atitudes e aprender a direcioná-las.

Por isso, essa pessoa se apega a procedimentos já estabelecidos, e entende que sua função estrita é manter tudo como está, “o cumpridor de normas”, aquele que está a serviço da ordem.

Por acreditar que dá muito trabalho, muitos se entregam à inércia, e portanto não evoluem. Aguardando algo diferente ocorrer ou que lhe passem a fórmula certa para conquistar o que tanto pensam que desejam; que na verdade tem sempre a ver com um caminho feito por outra pessoa e não por ela mesma.

A importância da ação

O fato é que, o fazer, agir de forma constante, reverte-se em experiência, tornando-se peça necessária para o aprendizado e o surgimento da criatividade, que ocorrem, desvendando e desbravando caminhos e possibilidades diferentes de antes.

O aprender fazendo é o melhor recurso para ir descobrindo-se frente aos desafios, dosando suas habilidades e investindo gradualmente; tendo como resposta o retorno, a satisfação que isso lhe proporciona.

A sua carreira precisa ser gratificante para avançar; pois, quando sua trajetória se torna sofrida, emperra e traz dúvida, dissabor e receios, são geradores de insegurança e perda de autoconfiança. Para quem vive na perspectiva do seu progresso, precisa compreender de fato que toda atividade tem como resultado um ganho, um aprendizado, e que isso fará muita diferença no seu processo de aquisição maior.

Se você tem uma carreira, depende de si mesmo para avançar, progredir e crescer, inclusive como pessoa! Se você integra uma equipe ou gerencia processos de trabalho, é através de uma postura ativa, que poderá reverter este cenário.

Há que partir de você uma atitude inventiva, que faz! Mobiliza em si energia e contagia, instigando e influenciando a outros. Uma das falhas comumente percebidas, é o profissional não associar a sua evolução pessoal com o avanço intelectual adquirido. Não tendo a atitude pessoal que precisa para sustentar suas atitudes como profissional que precisa romper a barreira da falta de ação!

O conhecimento em si, vale quando eleva a capacidade de Ser da pessoa. E é através de atitudes que o profissional dinâmico, ativo, interessado e focado, sem medo de fracassar, passa a ser criativo no modo de alcançar seus objetivos; gratificando-se de outras formas além daquelas produzidas pelos seus feitos.

Desenvolvendo qualidades pessoais, na medida de seu aperfeiçoamento profissional, onde suas habilidades vão sendo treinadas e desenvolvidas, na medida em que vai se modelando com as aquisições que consolida. Compreendendo em si mesmo, a sua trilha, finalidade e o sentido da satisfação.

LUIZA RICOTTA

Desde 1989 atuando como psicóloga de adultos, desenvolvendo recursos em pessoas que passam por situações críticas, desafiadoras e sensíveis da vida; e, requer um acompanhamento apurado e profissional para um melhor direcionamento do problema. Terapeuta de família Sistêmica, Mediadora de Conflitos e Coach em questões profissionais. Escritora com 12 livros publicados no segmento autoconhecimento, psicologia do cotidiano, educação, preparação em concursos e exames; psicologia criminal. Profa. Universitária em cursos de pós graduação presencial e EaD. Atendimentos online e presencial em São Paulo, capital.
LUIZA RICOTTA

Últimos posts por LUIZA RICOTTA (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *