A relação entre a psicologia e o mercado consumidor

A relação entre a psicologia e o mercado consumidor

psicologia do consumidor

 

Nos últimos anos, a psicologia do consumidor é questão cada vez mais relevante nas discussões sobre marketing na era digital. Com o objetivo de traçar diversos perfis de clientes, psicólogos e profissionais de marketing estudam o comportamento do consumidor em diversas frentes.

O estudo do consumidor visa conhecer a preferência de produtos e marcas do mesmo e qual seu comportamento durante as compras. Também analisa os impactos das campanhas de marketing e como as informações dos produtos chegam até aos clientes.

Em resumo, as tarefas dos profissionais dedicados às áreas do consumo é acompanhar as transformações sociais, econômicas e tecnológicas que estão em constante mutação.

Geração Z

A abordagem mais tradicional do marketing identifica que um produto atrai consumidores em um determinado grupo demográfico, mas é preciso ir além. Para acompanharem as mudanças de mercado, grandes empresas estão se aprofundando nas análises de perfisde clientes e contratando funcionários da geração Z em maior número.

psicologia do consumidor

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), pessoas que nasceram a partir de 2001 são consideradas da geração Z, uma nomenclatura utilizada para se referir às pessoas nascidas na era digital. Além disso, ela representa 32% da população mundial em 2019.

A geração atual é exigente quanto a recursos tecnológicos, pois a internet e os aparelhos eletrônicos trouxeram uma nova era de consumo e geraram uma grande demanda nesse setor. As famosas slot machines, para dar apenas um exemplo bem conhecido no âmbito do entretenimento e da cultura popular, passaram por algumas alterações ao longo dos últimos anos para interagir com o novo público e consequentemente ganharam a internet. As caça-níqueis online têm multi-recursos e são bem coloridas, diferente das slots tradicionais dos anos 1970, que eram mais simples e se dirigiam a um público diferente.

“É fundamental que o varejo busque alternativas para causar impacto positivo no relacionamento com esse novo consumidor, que está sempre conectado, não gosta de perder tempo, valoriza o custo-benefício de produtos e está aberto a experimentar novas marcas e tipos de serviço”, avalia Tiago Serrano, CEO da SoluCX.


O comportamento do consumidor em geral

Fatores psicológicos, pessoais e sociais são levados bastante em conta pelos psicólogos e profissionais de marketing nas análises de potenciais consumidores. De acordo com o SEBRAE, o comportamento do consumidor é identificado pelas atividades emocionais e mentais que ocorrem no momento da escolha, da compra e da utilização dos produtos e serviços.

Os fatores pessoais são definidos por um conjunto de muitas informações reunidas, como faixa etária, cultura de um povo, profissão, gênero, personalidade e assim por diante.

Já os fatores psicológicos são analisados após as percepções e reações do público em uma campanha de marketing, por exemplo. Nesse processo, o público-alvo é estudado afinco pelos profissionais.

Com relação aos fatores econômicos e sociais, eles são a base do estudo de uma campanha de marketing e incluem grau de estudo, renda, classe social e grupos de referência dos consumidores.

Outros pontos importantes a serem destacados

As pessoas têm uma quantidade limitada de espaço em sua memória de curto prazo. Segundo o médico Drauzio Varella, a memória de curto prazo atua no momento em que a informação está sendo captada, daí essa mensagem é mantida por alguns segundos e, em seguida, ela é enviada para ser armazenada por períodos mais longos — ou ser descartada.
Sendo assim, uma campanha de marketing precisa ser atrativa e ter aditivos que fazem com que o público se identifique com a marca ou produto de maneira rápida. Um dos trunfos para conseguir atrair o público-alvo é a música, pois ela vai além da questão racional e é capaz de tocar o lado emocional do consumidor.

“Quem nunca se pegou cantarolando a música daquela propaganda, do filme que assistiu anos atrás, ou mesmo aquela música que te remete a boas lembranças do passado? Já percebeu como sempre vem junto com ela um turbilhão de emoções, mensagens subliminares e identidade?”, indaga Virgílio Rocca, ex diretor de vendas da HP.

Em contrapartida, da mesma maneira que uma música pode atrair consumidores, ela pode afastar outros. Por exemplo, se determinada pessoa escuta uma música que a remete a algum fato negativo de sua vida dentro uma campanha publicitária, provavelmente ela tomara aquilo como algo descartável, sem muita importância.

Cada consumidor reage de uma maneira diferente e enxerga-se de maneira única a uma campanha de marketing e, como foi destacado, a psicologia tem papel importante nessa análise e pode ajudar de várias maneiras. Contudo, a maneira como os consumidores se veem, além das suas personalidades, indicam quais serviços e produtos eles escolherão.

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *