ansiedade e depressão

Descubra o seu nível de ansiedade e depressão: Faça o teste agora!

Entender melhor as emoções pode garantir uma vida mais leve. A psicoterapia pode te ajudar!

Gostaria de investir na sua saúde emocional?

Converse com um de nossos psicólogos e comece a mudar sua vida!

Que tal entender melhor sobre como a psicologia online pode te ajudar a melhorar sua vida?

Converse com um consultor e esclareça todas as suas dúvidas!

Agradecemos o seu interesse pela psicologia!
Um de nossos consultores entrará em contato com você.
Houve um erro!

A vida moderna tem seu preço. Estamos constantemente submetidos a uma enorme gama de agentes estressantes: as cobranças no trabalho, os relacionamentos pessoais, o trânsito caótico e as contas para pagar.

Tudo isso, é claro, resulta em um número maior de pessoas com ansiedade e depressão. A falta de tempo para fazer o que dá prazer, o medo de crises financeiras e até mesmo a situação política do país contribuem para elevar o nível de apreensão com o futuro e de instabilidade. Tudo isso aumenta o estresse e gera várias consequências para a nossa saúde emocional.

Como será que anda o seu nível de ansiedade e depressão? Continue a leitura do artigo para entender mais sobre esses problemas. Além disso, no meio do nosso artigo, você encontrará um teste rápido e gratuito para entender se está na hora de buscar por apoio!

Ansiedade e depressão: como esses dois problemas se relacionam?

Embora muitas pessoas acreditem que a ansiedade e a depressão sejam problemas opostos, a verdade é que ambos os transtornos podem “andar de mãos dadas” – e não é raro alguém com diagnóstico de depressão descobrir que também sofre com ansiedade.

Ansiedade

Primeiro, é importante explicar que a ansiedade é um sentimento natural do ser humano e até essencial para a nossa evolução. Afinal, é graças a ela que conseguimos nos preparar para situações de fuga, resolver problemas e nos preservarmos.

Contudo, em algumas pessoas, a ansiedade pode se tornar patológica. Isso acontece quando esse sentimento não está relacionado a nenhuma situação específica e os sintomas intensos impedem a pessoa de realizar suas tarefas de forma rotineira.

Os transtornos de ansiedade surgem quando a pessoa se torna incapaz de relaxar, com pensamentos fixos e obsessivos sobre determinado assunto, o que aumenta a fadiga e leva a problemas para dormir. Tudo isso, é claro, torna a vida do ansioso mais complicada e ele começa a ter prejuízos sociais, com dificuldades nos relacionamentos, no emprego, nos estudos e em vários outros campos.

Depressão

Já a depressão, acontece quando a pessoa se sente profundamente triste, desanimada e com baixa autoestima – o que pode ser por vários fatores. É importante entender que a tristeza não é  patológica e é normal ficarmos alguns dias mais “pra baixo”, principalmente quando existem situações que levem a isso, como fim de relacionamentos, perda de emprego ou a morte de alguém próximo.

Porém, na depressão, a tristeza é mais profunda e duradoura e o paciente não consegue ver saída para aquela situação. Muitas vezes, o distúrbio é causado por uma alteração química no cérebro, que leva à queda de neurotransmissores importantes como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina.

Além da tristeza, o depressivo também pode se sentir irritado com o mundo, pessimista e com uma sensação de vazio muito intensa. Em alguns casos, é normal que ambos os problemas apareçam juntos ou que um seja resultado do outro. Por exemplo, uma pessoa que sofre de um transtorno de ansiedade durante muitos anos, com o tempo e sem tratamento adequado, poderá vir a desenvolver um quadro depressivo ou vice-versa.

Gatilhos para os quadros depressivos

Uma possível explicação para essa ligação é que os pensamentos negativos típicos do ansioso podem funcionar como gatilhos para os quadros depressivos. Além disso, a ansiedade possui sintomas muito fortes e várias pessoas passam a evitar sair de casa com medo das crises, o que também pode desencadear a depressão.

Quais os principais sintomas da ansiedade e da depressão?

A partir dos tópicos acima, já deu para entender alguns sintomas da ansiedade e da depressão, não é? Vamos vê-los com mais detalhes abaixo:

Ansiedade

São muitos os transtornos relacionados à ansiedade e cada um deles pode ter sintomas específicos. Os sintomas mais comuns são:

  • nervosismo constante;
  • dificuldades de concentração;
  • pressentimentos negativos;
  • medo constante;
  • preocupação exagerada que não condiz com a realidade;
  • pensamentos descontrolados e obsessivos sobre determinada situação ou problema;
  • dificuldades para dormir e insônia;
  • sono não reparador;
  • irritabilidade;
  • dor ou aperto no peito;
  • falta de ar ou respiração ofegante;
  • tremores nas mãos e em outras partes do corpo;
  • mãos geladas e suor frio;
  • boca seca;
  • fadiga;
  • dor de barriga ou diarreia;
  • dores de cabeça;
  • tensão muscular;
  • náuseas e vômitos.

Um tipo comum de transtorno de ansiedade é a Síndrome do Pânico. Nela, o paciente poderá apresentar sintomas mais específicos, como:

  • sensação de morte;
  • nervosismo e pânico incontroláveis;
  • vertigens e tonturas;
  • sensação de desmaio;
  • problemas gastrointestinais;
  • respiração e batimentos cardíacos acelerados.

Algumas vezes, os sintomas físicos da ansiedade e da Síndrome do Pânico são tão intensos que a pessoa pode acreditar estar tendo um infarto ou outros problemas de saúde.

Depressão

A depressão tem sintomas diferentes, dependendo de cada pessoa. Porém, existem alguns que são mais comuns e que ajudam a identificar quando alguém está depressivo:

  • falta de motivação;
  • apatia;
  • problemas de concentração;
  • falta de interesse nas atividades que antes lhe davam prazer;
  • irritabilidade;
  • raciocínio lento;
  • esquecimento;
  • aumento ou perda do apetite;
  • medos que antes não existiam;
  • angústia;
  • sensação de vazio;
  • indigestão;
  • dor de barriga ou constipação;
  • dores no corpo;
  • tensão muscular;
  • pressão no peito;
  • isolamento social.

Lembrando que nem sempre o indivíduo depressivo abandona as suas atividades. Existem muitas pessoas que continuam trabalhando e até tendo vida social com depressão, escondendo de todos os seus sintomas e tentando “agir normalmente”, embora sintam-se tristes, vazios e ausentes por dentro.

Teste de ansiedade e depressão: como funciona?

ansiedade e depressãoO teste é conhecido como DASS-21 e divide-se em 3 etapas:

  • 1ª: busca identificar os sintomas pertencentes à ansiedade e depressão (por exemplo, irritabilidade, humor reprimido e insônia);
  • 2ª e 3ª: dividem-se em estruturas que pertencem às condições de forma separada.

O teste não deve ser levado como um diagnóstico, apenas como uma orientação dos níveis dos sintomas. Neste caso, sempre é recomendado consultar um profissional capacitado para uma avaliação completa.

Abaixo, você poderá responder ao questionário e o resultado será enviado ao seu e-mail. Por isso, tente responder com o máximo de sinceridade de clareza. Lembrando que as suas respostas não serão compartilhadas.

Será que preciso de ajuda?

É importante lembrar que o resultado dessa avaliação não indica um diagnóstico completo. Assim, apenas por esse resultado, é impossível diagnosticar um quadro de ansiedade e depressão.

Contudo, se você se encaixou nos sintomas descritos ou possui potencial para desenvolver um quadro de depressão ou de ansiedade (de acordo com o teste), isso indica que está na hora de buscar ajuda especializada. Procure um psicólogo da sua confiança e cuide da sua saúde mental. Essa é a melhor maneira de conseguir mais qualidade de vida e bem-estar e, claro, de atingir todo o seu potencial e suas realizações.

Você gostou deste conteúdo? Quer entender mais sobre a ansiedade e depressão? Baixe o nosso e-book sobre o tema e veja dicas para tratar os problemas!

Psicologia Viva

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Últimos posts por Psicologia Viva (exibir todos)

64 thoughts on “Descubra o seu nível de ansiedade e depressão: Faça o teste agora!

      1. Também estou assim.
        Antes eu tinha todos esses sintomas na maior parte do tempo, ou o tempo todo.
        Agora devido a mudança de medicamentos e terapia, tenho tido uma melhora, estou conseguindo ficar afastada da cama, mas oscilo muito.
        Tem dias que tenho fortes dores no peito, outros dias as dores estão mais leves e assim vou seguindo lutando contra mim mesma.

    1. Olá Sandra, peço que verifique se o e-mail foi direcionado para sua caixa de spam, caso não tenha ocorrido, solicito que realize o teste novamente e verifique se o e-mail está digitado corretamente, caso queira pode utilizar um outro e-mail também. Se as ações solicitadas forem realizadas e o erro permanecer entre em contato novamente conosco.

  1. Me sinto como um nada, choro toda a noite sabe?Eles só sabem julgar e julgar, tentei me suicidar umas 3 vezes, estou pensando em tentar hoje, mas nunca soube se era depressão ou uma imensa tristeza passageira, mas eu me sinto um nada, um ninguém, parabéns pelo teste

    1. Nicole pense em sua vida q foi dada por Deus. Tire d sua cabeça esses pensamentos d maligno. Tenha força e acredite q nem todo mundo te desvaloriza. N vdde começa em nós o julgamento e o se sentir um lixo. Seja forte!

  2. Eu me sinto culpada de Tudo! Sinto que minha vida não tem solução! Sinto que ninguém gosta de mim! Que ninguém confia né mim! Que tudo que as pessoas falam pra mim e mentira! Eu não sei o que eu faço!

  3. Ainda não recebi o resultado mas se tivesse feito o teste antes com certeza teria sido classificado como ansiedade alta mas só agora percebi que há uma letra errada em meu email

  4. gostei de fazer este teste de ansiedade muito eficaz até me ajudou um pouco estou mas leve neste momento pelos tirou um peso enorme das minhas costas as vezes tenho os sitomas da anseidade na verdade

  5. olá meu nome e Juliana momm tenho ansiedade até sinto alguns sitomas da anseidade mas tento controlar quando vejo novela ja me da a crise da anseidade pra completar até como muito por causa disso tbm

  6. Olá como, estão?
    Eu verifiquei o essa escala DASS-21 no SATEPSI e não achei a menção dele em nenhuma das listas.
    Vcs podem me ajudar a achar aonde está sua validacão e se ele pode ser usado assim nesse formato digital?

  7. olá obrigado pela ajudar foi de muita importância pra mim,pois tenho síndrome do pânico e ansiedade há uns 3 anos desde o falecimento do meu esposo gostaria de saber onde posso encontrar ajudar psicologica em Recife pois tenho dois filhos que precisa de mim e tenho medo de enlouquecer.

  8. Ótimo texto, gostei muito!
    É sempre bom se informar sobre o que se passa na sua vida, sou muito ansiosa já cheguei a passar mal, com esse problema tento me controlar, mais muitas vezes é inútil. Me sinto um lixo humano. Sei que devo buscar ajuda, porque esse problema está se agravando dentro de mim, ultimamente só fico em casa, perdi a vontade de saí com meus amigos de socializar com as pessoas, não me reconheço. Alguns anos atrás era outra pessoa, tenho saudades de ser feliz novamente. Não sei como pude chegar a esse ponto, semana passada estava tão triste que cheguei a pensar em tirar a própria vida, pelos meus pais, irmãos e amigos decide viver porque apesar de tudo, eles me amam. Não gosto de me abrir com eles, não entenderiam. tenho 19 anos e vou tentar ser feliz, sou muito jovem tenho coisas grandiosas para fazer. Acontece que por vezes me sinto tão inútil que esqueço disso. Preciso de ajuda!

  9. Oi, teria como alguma médica falar comigo? Apresento alguns sintomas da depressão. Queria realmente saber se tenho. Me ajudem por favor

  10. Eu não sinto sono a noite mas não consigo dormir mim da uma agonia no corpo uma angústia não sei explicar e di dia eu não durmo já tem 3 noites que passo acordada e tenho 2 filhos pequenos de 3 e 6 anos

  11. A depressão me tornou um punhado de lixo. Estou amargurada, feia, magra demais, fracassada, desanimada e não há um só dia que eu não chore de desespero e profunda tristeza. Eu me afundei no alcoolismo devido a depressão e em um momento de crise de choro, cheguei a pedir ajuda até ao Diabo e a tempos perdi a fé em Deus. Perdi também o senso crítico, falo e faço coisas absurdas. Eu não me reconheço mais. Hoje, me descrevo como um cadáver que não foi sepultado.

  12. Ando muito triste desanimado, um aperto no peito fraqueza ânsia de vômito, medo tou com medo de sair de casa, carente as vezes quero minha esposa o tempo todo comigo as vezes não, trabalho a noite e está muito difícil para mim, neste exato momento estou com um aperto profundo uma vontade de chorar, parece que meu tempo passou n sei para que estou aqui, sofro com palpitações no coração ânsia de vômito as vezes bebo mas isso piora muito no outro dia, tá difícil sentir alegria ou ter algum propósito ou motivação, ando com medo de perder o emprego não consigo dormir, queria muito fechar o olho e dormir, as poucas horas que durmo é um sono pesado e ofegante acordo estranho, meu Deus está muito difícil tenho 27 anos duas filhas, n sei oque fazer, as vezes bebo mas quero parar também minha vida está difícil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *